32 Comments

Tenho TAG (transtorno de ansiedade generalizada) e me vi no seu texto. Especialmente porque sou tida como uma pessoa calma e centrada, quando minha cabeça mais parece uma grande tela do Chrome aberta com 299 abas. O título da sua newsletter também é instigante porque fala muito do meu comportamento de abraçar inumeros projetos, ser mega otimista e por vezes ser soterrada sobre a carga desumana de trabalho e obrigações que criei para mim mesma. Já to seguindo e te convido para dar uma espiada no meu embirão de newsletter chamado Finanças Possiveis onde falo sobre dinheiro para mulheres com leveza e simplicidade. https://financaspossiveis.substack.com/

Expand full comment
Nov 4, 2023Liked by Bárbara Bom Angelo

Interessante que somos ensinadas que a nossa liberdade e os nossos sentimentos devem permanecer dentro de nós. Eu senti ansiedade só para comentar e já idealizei um mundo com liberdade.

Expand full comment
Oct 23, 2023·edited Oct 23, 2023Liked by Bárbara Bom Angelo

Bárbara, tive essa reflexão há um tempo quando comecei a usar um "journal" que uns psicólogos americanos fizeram para você entender melhor suas crises de ansiedade. Lá, tinha uma lista de sentimentos que você usa para identificar o que você sente e usando essa ferramenta algumas vezes percebi o quanto eu uso a ansiedade como nome para tudo - mas, não são. Ampliarmos nosso vocabulário de sentimento ajuda a gente a ser mais lúcida quanto às nossas emoções e, assim, lidar melhor com cada uma delas.

Expand full comment

Babi, li uma vez uma matéria sobre o Bruce Springsteen em que ele contava que sentia o maior medo antes de subir no palco. Ele passou a reparar nas sensações físicas e aprendeu a reinterpretá-las como sinal de que estava pronto para começar o show. Eu amei o seu texto - sofro muito de ansiedade e luto com essa reinterpretação aqui. Reconhecer os sintomas físicos ajuda - e a terapia tb!!

Expand full comment
Oct 17, 2023Liked by Bárbara Bom Angelo

Adorei seu relato e parabéns pelo sucesso na sua apresentação. Fiquei aqui pensando nesse hábito que temos de dar a tudo o nome de ansiedade (a Ale Garattoni escreveu isso em “Não era ansiedade” e os pensamentos que lá brotaram aqui se complementaram). Preciso rever aqui o que trato como ansiedade e está n longe de ser. 😘

Expand full comment

Feliz que você conseguiu curtir o momento e arrasou na sua apresentação (como sempre)! <3 Também tenho tentado fazer esse exercício de nomear com outros nomes as sensações que me acostumei a chamar de ansiedade. Seguimos!

Expand full comment

Parabéns! 👏🏼

Expand full comment
Oct 16, 2023Liked by Bárbara Bom Angelo

Curiosamente, linkei naturalmente o seu texto com o do Tiago porque li na sequência e fez total sentido! Feliz que deu tudo certo :)

Expand full comment

Me identifiquei muito! Ainda estou no processo de renomear os sentimentos que classifiquei (ou classificaram) como ansiedade

Expand full comment
Oct 15, 2023Liked by Bárbara Bom Angelo

Nem tudo é ansiedade e nem toda ansiedade é ruim! Como sempre, uma delícia te ler :)

Obrigada por compartilhar a última edição da minha news <3

Expand full comment
Oct 15, 2023Liked by Bárbara Bom Angelo

Que texto ♥️ procurar um jeito mais honesto de nomear sentimentos parece pequeno mas muda tudo, né?

Expand full comment
Oct 14, 2023Liked by Bárbara Bom Angelo

Me identifiquei com o texto e me lembrei do último texto que escrevi na minha news sobre aprendizado vs. performance. Assisti há uns dias um TED Talk sensacional sobre essa nossa sensação (e principalmente, pressão da sociedade) por „performar“ constantemente! Parabéns pela conquista e pelo texto que faz com que a gente sinta com você tudo o que sentiu naquele momento:) um beijo!

Expand full comment
Oct 14, 2023Liked by Bárbara Bom Angelo

Gracias pela indicação :)

Expand full comment
Oct 14, 2023Liked by Bárbara Bom Angelo

Amiga! Que texto lindo! É isso, é preciso entender os sentimentos, saber chamar cada coisa pelo nome correto. Obrigada pela dica ♥️

Expand full comment
Oct 13, 2023Liked by Bárbara Bom Angelo

ai, esse texto ressoou tanto em mim! sem palavras <3

Expand full comment

Nossa, eu me vi nesse seu relato. Todo mundo me chama de ansiosa e eu até hoje não consigo controlar, nem dissimular.

Expand full comment